solidariedade

Solidariedade

Hoje estava entrevistando uma pessoa simples da comunidade, com um valor espiritual e de solidariedade impressionante. Uma senhora que há 25 anos atrás, morando em um quarto e sala, iniciou um projeto de crianças carentes em sua casa, onde ela ensinou teatro e dança para essas crianças.

Hoje, ela disse que muitos filhos dessas crianças hoje fazem parte do seu projeto e ela continua com o mesmo vigor e alegria na realização de sua obra. Ela disse que quando iniciou seu projeto não sabia nada de dança e teatro e foi fazer artes cênicas para poder ajuda-los, e hoje já tem muitos que se tornaram adultos e continuam incentivando seu trabalho.

Gostaria de refletir com você leitor sobre esse tema: Solidariedade.

Como esta difícil, nos dias de hoje, as pessoas pararem para se preocuparem com o outro, para ser solidário, hoje se você para e pergunta uma informação na rua, a pessoa sai correndo de perto de você, achando que é um assalto, o homem esta com medo do próprio homem, ele esta perdendo a credibilidade.

Isso é muito ruim porque cada vez estamos mais isolados e solitários, pois o medo, separa,, cria distância entre as pessoas, faz com que ela fique cada vez mais egoísta e individualista, e precisamos aprender com essas cenas, de pessoas comuns, que vem nos mostrar a grandiosidade da generosidade com o outro e quanto mais nos dedicarmos a isso, mais vamos contribuir para que a nossa sociedade seja mais humana, mais justa e mais solidária.

É só através da solidariedade que vamos desenvolvendo com muito treino e habilidades que todos nós possuímos, que vamos juntos com essa senhora e de muitas outras senhoras do nosso Brasil a construir um mundo mais solidário. Ajudando nossas crianças carentes a terem uma chance de sonhar, de representar, de dançar e de ser alguém na vida.

Viva as senhoras compromissadas com nossa sociedade e Viva a Solidariedade!

Clara Machado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *